Crónicas

Decisões

Quando abri o Facebook, esta manhã, apareceram os habituais lembretes. Desta vez foi uma foto que postei há um ano atrás, de um livro de matemática.

Quem me conhece bem sabe que nessa altura a matemática era o caminho. O meu caminho. O caminho que eu pensava.

Em criança falava sempre em comunicação e televisão. Era o sonho.
Porém todos ditavam o mesmo: “ Isso é preciso muita sorte” ou “Nunca vais lá chegar”. Um futuro incerto.

Quando saíram as candidaturas para a faculdade tudo mudou. Houve qualquer coisa, um click.

Foi aí que tive de tomar a decisão.

Apesar de a matemática me ter mostrado a razão e o porquê das coisas, a comunicação continuava a alimentar o sonho.

Às vezes é preciso arriscar. Há decisões que exigem “tiros no escuro”. Mas até o tiro mais cego pode acertar no alvo.

Estava a modificar o meu caminho, deixando para trás os últimos três anos. Três anos de vida e três anos daquilo que aprendi.

Agora, cá estou eu na FLUP, num curso que nunca pensei estar. Estou a começar a realizar o sonho…

De vez em quando é bom arriscar. É bom sairmos da nossa zona de conforto, para que nos possamos conhecer melhor.

Só me resta agradecer aos meus pais por me terem dado sempre a liberdade de escolher aquilo que queria e a margem de manobra para arriscar.

Às vezes temos de decidir aquilo que queremos para saber quem somos.

Enfim, o melhor é mesmo disparar para o céu, porque mesmo não acertando, no final, iremos ficar entre as estrelas.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s