Crónicas

See you Summer

Qual summer of ´69, qual quê! Este foi, possivelmente, o melhor verão de sempre. 

Ainda estou em choque. Não sei como me hei-de despedir. Até agora não consegui acenar-lhe o adeus. Gostava de não o deixar ir. Ou melhor, não o vou deixar, porque me vai estar sempre na memória.
Foi “O Verão”.

Tinha fechado um ciclo muito importante antes das férias. Encetei um novo. Talvez o mais bonito de todos.

Descobri a amizade, o amor. Perdi-os. Tornei a (re)encontra-los. Na verdade, estiveram sempre lá.

Saí sem planos e voltei com a agenda cheia. Dias vazios que se transformaram e autênticos arraias. Festas, copos, filmes, pic-nic´s, banhos, jogos. Foram milhares de gargalhas e (sor)risos. Foram tantas as histórias que me apaixonaram, que me fizeram chegar a casa de rastos e acordar no dia seguinte com vontade de ir à luta. São esses rostos todos que vou guardar. Para sempre. Isso e os abraços, os toques e os gestos que me fizeram sentir no caminho certo.

Foi um verão cheio de encontros. Encontros com os amigos, com a família e, sobretudo, comigo próprio. E nessas reuniões todas prometemos uma coisa: ser felizes. E acreditem, neste momento, estou muito feliz.

Feliz e com uma vontade imensa de voltar à rotina. Voltar a acordar cedo, voltar a conciliar mil e uma coisas que é aquilo que eu gosto de fazer. Regressar à FLUP, aos corredores do stress, ver caras novas, projetos por descobrir e aventuras frescas. 

Vou saudoso pelo que passou, mas com garra e energia para batalhar o futuro!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s