Crónicas

Curtas e boas

Esta última semana foi recheada de lições de vida. De frases incrivelmente incríveis – e peço desculpa pelo pleonasmo – que marcaram (a minha) existência, enquanto ser humano.

Começou no The Voice, no domingo. Um dos poucos programas da televisão portuguesa que me faz abandonar o Netflix! E fá-lo por um simples motivo: reunião. É por isto que a televisão ainda me seduz e fascina. 

Há programas e programas. O The Voice é um dos fortes. Ainda é dos poucos formatos que é capaz de colar a família ao ecrã. 

É uma espécie de momento sagrado na agenda de domingo. Ficamos todo lá especados à espera da cadeira que possa eventualmente “virar”. 

E fazendo minhas as palavras da D. Jacinta, “quando Deus quer, ninguém atrapalha”. Tome-se Deus por entidade divina, força de vontade, determinação. O que lhe quiserem chamar. Já dizia Fernando Pessoa, “Deus quer, o homem sonha, a obra nasce”. E assim o é. 

Hoje, por espanto meu, voltou a acontecer exatamente a mesma coisa. Voltei a ler daquelas frases que nos arrepiam!

“… as coisas só têm a quantidade de significado que lhes atribuímos.” 

Como é que tão pouco diz tanto? Até parece uma daquelas quotes de um escritor. Só que não se parece, é mesmo! Ou melhor, de uma escritora. 

É da Francisca Mendes. Uma mente brilhante, escritora exímia. É minha colega de curso e escreveu ontem um post delicioso sobre os filmes na Disney, no seu blog pessoal! Deixo também aqui a ligação para espreitarem! 

São só frases. Frases, palavras, o que quer que seja… dizem muito.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s