Crónicas

Pelas terras da Rainha

Há um mês mudei-me definitivamente para Inglaterra. O dia 12 de setembro de 2018 ficará para sempre na minha memória. Desde pequena que tenho uma fascínio por viagens, nomeadamente no Reino Unido.

A primeira vez que pus os pés nas terras da Rainha tinha uns 10 ou 11 anos e fui com a minha tia, irmã da minha mãe, e o meu primo visitar os meus avós, que viveram aqui durante 15 anos. Fiquei apaixonada por Londres, a London Eye, a Tower Bridge, o Big Ben…

A segunda vez que cá vim foi uns 2 ou 3 anos depois, vim sozinha ter com os meus avós durante 1 mês nas férias de Verão, desta vez não tive a oportunidade de visitar Londres, fiquei-me pela pequena cidade para onde os meus avós se tinham mudado recentemente, Ely.

A última que estive na cidade que espero um dia poder chamar de minha foi em 2015 na minha Viagem de Finalistas de 9º ano. Foi nesta viagem que percebi que parte de mim já era de Londres. Desta vez vi tudo o que havia para ver em Londres, fui a todas as ruas mais movimentadas, vi os museus e bebi MUITO chocolate quente (ainda não tinha descoberto a magia do Black Coffee).

No início deste ano, decidi ir para além da cidade que me conquistou, fui a Edimburgo na Escócia e foi realmente incrível. Visitei imensos museus com a história da Escócia, vi a escola que inspirou Hogwarts (Potterhead alert), vi o cemitério em que J.K. Rowling encontrou alguns dos nomes para as suas personagens (o verdadeiro nome do Voldemort, por exemplo) e, claro, os homens vestidos com os seus kilts.

Agora estou a viver numa pequena cidade no Norte de Inglaterra chamada Middlesbrough. Todos os ingleses me dizem que esta cidade é um Fim do Mundo e questionam-se como é que encontrei isto e porque é que de toda a Inglaterra escolhi esta pequena cidade.

Bem, se eles vissem a minha cidade Natal entendiam que Middlesbrough é uma grande metrópole até, dois centros comerciais com 15+ lojas a uns metros de distância um do outro, bastantes restaurantes de fast food, lojas de roupa enormes, lojas cheias de sapatilhas (a minha maior paixão) e uma estação de comboios que me pode levar até à outra ponta do país.

Gostava que a minha próxima viagem fosse Londres outra vez, talvez até com os meus amigos, agora que estou a 3 horas de comboio não há quem me pare. Não há quem me pare, mas, claro, se a minha mãe deixar, não é? 😇Ah, pois é, sou a Maria, tenho 17 anos, vivo sozinha em Inglaterra e bem vindos a ’17 nas terras da Rainha’.

“Deu o último adeus e fechou a porta. A vida – a vida que ela amava viver – está à sua espera. E a mulher está ansiosa por novas aventuras. A mulher está viva. A mulher é livre. E ninguém a para.” – 1001 Coisas que Nunca te Disse, Catarina Rodrigues

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s